Direitos e Deveres do Voluntário

Direitos do Voluntário

a) Ter acesso ao Hospital e aos serviços onde exerce a sua atividade, dentro do seu horário de trabalho, e quando devidamente fardado e identificado (cartão de identificação emitido pelo Serviço de Recursos Humanos do CHEDV, contendo o nome e fotografia do voluntário e logótipo da LAHSS);

b) Ter acesso ao Hospital, fora do seu horário de trabalho, quando for justificado, desde que seja identificado com insígnia própria;

c) Utilizar os serviços de apoio que o Hospital oferece (bar, refeitório);

d) Frequentar ações de formação organizadas pela LAHSS e outras entidades externas;

e) Participar em visitas ou outras atividades ligadas ao voluntariado hospitalar;

f) Colaborar nas ações que a LAHSS promover junto da comunidade;

g) Formular sugestões ou críticas e apresentá-las à Coordenação do Voluntariado;

h) Pertencer aos órgãos hierárquicos, existentes  no Serviço de Voluntariado, quando lhe for reconhecido mérito para isso;

i) Ser distinguido em sessão pública em função de boa avaliação do seu desempenho por meio de louvor, menção honrosa, elevação a cargos superiores e prémios especiais;

j) Pedir a sua demissão, devolvendo nesse momento todos os documentos de identificação e outros;

k) Beneficiar de outros direitos que venham a ser previstos em legislação a aplicar;

Deveres do Voluntário

a) Inscrever-se como sócio da LAHSS e comprar a bata para uso durante o serviço;

b) Respeitar o silêncio do doente, saber ouvi-lo e manter-se silencioso sempre que necessário, não revelando nunca a terceiros as confidências recebidas;

c) Respeitar a ideologia e as crenças do doente, tanto morais como religiosas e políticas;

d) Cumprir as orientações do responsável do piso e as normas gerais estabelecidas;

e) Trazer sempre consigo o cartão de voluntariado da LAHSS colocado em ponto visível do uniforme;

f) Usar a bata com o logótipo da LAHSS, em perfeitas condições e asseio;

g) Cuidar da sua apresentação pessoal, de forma a manter uma imagem discreta e de simplicidade, tanto no vestuário e calçado, como na utilização de perfumes, maquilhagem e acessórios;

h) Não levar telefones portáteis pessoais para as áreas de trabalho, caso sejam necessários devem ser mantidos em silêncio;

i) Relatar de modo confidencial ao Responsável qualquer incidente ocorrido no piso onde trabalha;

j) Não comentar dentro do Hospital nem divulgar fora dele o funcionamento interno dos serviços hospitalares ou da LAHSS;

k) Prestar no mínimo 3 a 4 horas por semana de serviço efetivo e não se propor exceder o tempo de que pode dispor na realidade;

l) Ter sempre presente que a pontualidade é tão importante como a regularidade e a assiduidade; avisar sempre, com antecedência possível, a responsável quando prever a sua falta e procurar junto dos colegas, conseguir quem o substitua;

m) Marcar presença na folha respetiva, conforme as instruções do responsável;

n) Respeitar os colegas, a hierarquia e os profissionais do Hospital;

o) Participar nas reuniões e encontros para que seja convocado e expor as suas opiniões;

p) Justificar a sua presença no Hospital fora das horas de serviço, quando inquirido pelos responsáveis do serviço de voluntariado, de Direção da LAHSS ou do CHEDV ;

q) Colaborar, sempre que solicitado e não tenha impedimentos pessoais, nas atividades realizadas pela Direção da LAHSS;

r) Não procurar ter acesso a processos clínicos ou diagnósticos médicos, nem divulgar os que chegaram ao seu conhecimento, nem a identidade de doentes;

s) Acatar os regulamentos do CHEDV, as deliberações da Direção da LAHSS ou do Conselho de Administração do  CHEDV;

t) Não dar aos doentes, a título pessoal, qualquer presente;

u) Tratar os doentes de maneira igual, sem mostrar preferência por qualquer deles;

v) Ter sempre em conta que as tarefas que desempenha fazem parte de um trabalho em equipa;

w) Não trabalhar noutro serviço de voluntariado hospitalar;

x) Não faltar sem motivo justificado, por um período superior a um mês consecutivo;

y) Abster-se de compromissos políticos, religiosos ou de promoção de produtos e de serviços que não correspondam aos fins da LAHSS;

 z) Os voluntários devem avisar a Coordenação, com um mês de antecedência, o período em que estarão ausentes por motivos de férias.