É SEMPRE ESPECIAL
QUANDO SURGEM SORRISOS
DAS NOSSAS AÇÕES

Slider

LIDERANÇA DA LAHSS

Para que toda a organização funcione correta e eficientemente, a Liga conta  com um quadro funcional que permite o seu funcionamento. Para que tudo aconteça de forma harmónica e segura, contamos com a liderança encabeçada pelo Presidente da LAHSS o qual é apoiado por outros membros da Direção.

MANUEL ANTÓNIO FERREIRA
PRESIDENTE DA LAHSS

A 26 maio de 1998, dia da criação da Liga dos Amigos do Hospital São Sebastião os sonhos eram do tamanho do mundo, mas adivinhavam-se também dificuldades sem fim. A missão era ficar mais perto dos utentes e familiares carenciados dos concelhos envolventes - Santa Maria da Feira, S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis, V. Cambra e Arouca.
Prometíamos solidariedade, responsabilidade social, dedicação e o melhor relacionamento possível com as instituições e técnicos do Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga e sua Administração.
Quando em janeiro de 2014 integrei a direção desta Liga a minha ambição era só uma: ser o timoneiro desta grande família que é o grupo de voluntários dedicados e solidários e procurar sempre mais e melhor para as pessoas que precisam de nós.
As dificuldades foram e são imensas e todos os dias os nossos desafios são cada vez mais inúmeros, sérios e desafiadores.
Pretendemos nunca nos vergarmos nos dias menos fáceis nem facilitar nas pequenas euforias.
Minimizar a dor e o sofrimento dos que mais precisam é a vitamina que motiva cada um dos valorosos voluntários que fazem parte desta equipa fantástica, pois cada gesto nosso poderá significar um sorriso para alguém necessitado.
Prometemos, dedicação e esforço e com apoio da Administração do Hospital, a Direção da Liga tem conseguido envolver cada vez mais os voluntários na comunidade hospitalar e humanizar os seus serviços.
Não abrandaremos, e cada dificuldade no nosso caminho, significará e trará novos incentivos.
“Muitos precisam de nós, e nós estaremos sempre presentes”

Desde a sua fundação que a Liga colabora afincadamente com os valores perpetuados pelo CHEDV, pelo que não podemos esquecer os Presidentes dos Conselhos de Administração do Centro Hospitalar, particularmente o Dr. Miguel Paiva, atual presidente.
Ambos deixam aqui uma mensagem aos visitantes.

MIGUEL PAIVA
PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO CHEDV

Enquanto Presidente do Conselho de Administração do CHEDV quero deixar uma palavra de profundo agradecimento à Liga dos Amigos do Hospital de S. Sebastião. Este agradecimento justifica-se plenamente, pois a Liga tem vindo a desenvolver, desde há muitos anos, um excelente trabalho de apoio aos nossos doentes, dando assim um inestimável contributo para sermos um hospital onde a humanização dos cuidados é uma grande prioridade.

Numa sociedade onde os egoísmos se sentem cada vez mais intensamente, é notável vermos a forma dedicada, quase “profissional”, como tantas e tantos voluntários entregam uma parte substancial do seu tempo àqueles que, estando internados, vivem momentos de vulnerabilidade e desalento. A sua presença no hospital, perfeitamente integrados com as nossas equipas de profissionais, é uma grande mais-valia, pois permite que os doentes e suas famílias se sintam mais apoiadas.
O papel da Liga é, ainda, profundamente relevante no apoio que também presta fora do hospital, nomeadamente disponibilizando camas articuladas, cadeiras de rodas e outras ajudas técnicas a quem delas precisa e não tem condições económicas de as conseguir de outra forma. Esta faceta social tem para muitas famílias uma grande importância e é justo dar-lhe o devido reconhecimento, que muitas vezes só quem vive estes problemas é que consegue valorizar.
Fazendo um paralelismo com um conhecido anúncio comercial, quase apetece perguntar: “Poderia o Hospital de S. Sebastião existir sem a Liga dos Amigos? Sim, certamente que poderia, mas não seria a mesma coisa!”
Um forte abraço aos ilustres dirigentes da Liga, nas pessoas do Prof. Manuel António e da D. Virgínia Cavaco, extensivo às dezenas de voluntários, a quem o Hospital de S. Sebastião está muito grato.